QUANDO É QUE DEVO COMEÇAR O BRANDING DO MEU NEGÓCIO?


Todos sabem que branding é uma das minha maiores paixões. Curiosamente, quando terminei o curso na faculdade, o meu objetivo era trabalhar com grandes marcas, reconhecidas no mercado. Trabalhar em grandes agências de publicidade. Fi-lo durante um ano... O destino não quis que assim o fosse e, meramente por "diversão" juntei-me com duas amigos e criámos uma marca. Marca essa que organizava pequenos eventos mas também criava identidades para outras pequenas empresas. Essa experiência despertou-me uma paixão incrível pelo branding e hoje é, sem dúvida alguma, aquilo que quero fazer para o resto da minha vida. Trabalhar marcas pequenas, ajudá-las a crescer no mercado. Lojas on-line, lojas de rua, fotógrafos freelancers, bloggers... ver marcas pequenas tornarem-se grandes faz-me acreditar que o empreendorismo está a crescer cada vez mais. E eu adoro isso!

O branding é um dos melhores investimentos que devemos ter para a nossa marca. É a forma como os nossos clientes nos vão ver, a forma como vão ver o nosso negócio e o que vão esperar dele. O branding vai ajudar-nos a definir o nosso target e vai cativar o tipo de cliente que queremos atingir. Vai transmitir-lhes confiança.

Mas quando é que devemos investir numa nova identidade? Fiquem atentos porque, no fim deste post tenho uma super surpresa (palavra mágica: desconto!!!).

01. NOVA EMPRESA

A altura ideal para começar o vosso branding é antes de lançarem a vossa empresa. Apresentarem-se no mercado com uma imagem cuidada, que identifique a vossa marca, que VOS identifique, é fundamental para o sucesso do lançamento. Um branding de qualidade não só vos vai definir como uma marca de qualidade como também vai atrair as pessoas certas para o vosso negócio. É essencial termos a certeza que estamos a transmitir a mensagem certa.

É perfeitamente compreensível que o investimento que precisamos de ter nem toda a gente tem disponível. Eu própria, quando lancei a JLDesign, tive que prescindir de algumas coisas... mas nunca da minha imagem (branding, estacionário, website...). É um investimento que nos dá retorno a curto prazo (não duvidem!).

Ainda há quem opte por criar o seu próprio branding e, para estes casos, vou preparar um post sobre "como fazer o branding da nossa marca sem gastar dinheiro?" mas... nunca se esqueçam: DEVE ser uma situação provisória até conseguirem investir realmente num profissional.

02. NOVO NOME

Outros dos motivos pelos quais não devemos deixar o branding de parte é quando mudamos o nome da nossa marca. Neste caso, o branding faz todo o sentido. Esta transição deve ser feita com algum cuidado para que os vossos (antigos) clientes/seguidores não se baralhem nem se percam... lembrem-se que não querem perde-los mas sim ganhar novos. Com a nova identidade podem surgir novos serviços, novos produtos (...) e tudo isso deve ser pensado ao pormenor.

03. FUSÃO DE MARCAS

Quando duas marcas se juntam para formar uma só, sem dúvida que deve existir um novo branding. Branding esse que conjugue os serviços de ambas, que transmita os valores de cada uma. Há imensas formas de comunicar esta fusão, uma delas é com uma nova identidade gráfica.

04. PRÓXIMOS PARA O PRÓXIMO NÍVEL

Se já têm um negócio/marca e se inicialmente não tiveram oportunidade de investir no branding, esta é a oportunidade ideal. Mostrem aos vossos clientes que cresceram, que evoluíram e que eles podem confiar em vocês. Aproveitem esse crescimento da vossa marca para lhes apresentar uma nova identidade.

E agora a tão esperada surpresa: no final do mês passado lancei uma promoção de 40% que foi um sucesso! Como tal, vou manter esta promoção: 40% na adjudicação dos serviços branding + website. Só têm que me enviar um email para joanalapa@jldesign.pt e colocar "40% na criação da minha marca" no assunto da mensagem. Depois disso... vamos conversar e CRIAR! Válido até o final de Abril.

With love, JL

< Voltar ao blog


114 visualizações
COPYRIGHT BY JL&COMPANY 2020