Let's talk with // Carmen, Bebé Saudável


Esta é das entrevistas mais inspiradoras que eu li, tenho que confessar. A Carmen é uma mulher de força! Conseguiu pegar numa comum profissão e transformá-la em algo tão útil, tão importante e de tão fácil acesso.

Hoje, a Carmen não nos fala apenas de vitórias. Fala-nos de momentos mais difíceis, dos "nãos" que ouviu e de muito mais. Era realmente isto que eu queria para estas entrevistas... mostrar o bom (sempre!) mas mostrar também o lado mais difícil que é construir a nossa marca.

O mais importante? Acreditar sempre e nunca desistir.

1. A Carmen é…

[CF] uma sonhadora, que acredita a 200% no poder feminino, não fosse ela da geração spice girls.

É muito teimosa, dizem que é a sina de quem nasceu carneiro de signo… Adora comer bem e reinventar receitas, tornando-as saudáveis. Não perde uma oportunidade para praticar desporto, todos os dias é sagrado!

Se não fosse enfermeira seria algo relacionado com comunicação ou escrita… já que não tem altura para ser uma Victoria Secret´s model.

Ama de paixão bebés e todo o universo da parentalidade e um dia gostava de ser mãe.

Nunca recuso um desafio que me obrigue a sair da zona de conforto… Mas também tenho 'medinho'. É um (bocadinho) dramática e demasiado exigente consigo mesma.

“Tia emprestada” de um casal lindo, a Mariana e o Pedro. Eles são a minha inspiração para muitos temas que abordo no blog.

Acérrima defensora do estilo de vida saudável e mais positivo.

2. Quando começa o teu dia?

[CF] O meu dia começa depois da minha água com limão e uma grande caneca de chá. As horas variam, pois não tenho um horário fixo. Todos os dias são diferentes na minha vida… todos os dias são a mil! Mas a minha rotina matinal é sagrada independentemente das horas, dias, locais…

3. Enfermeira de profissão, como e quando é que surgiu a ideia de criar a o blog "Bebé Saudável"?

[CF] O blog surgiu como suporte ao meu trabalho com os casais, pois nem sempre estava contatável, as dúvidas eram imensas e eu queria mesmo partilhar TODA a informação para ajudar ao máximo. Então, há 4 anos, aliei a “moda” do blog a uma enciclopédia sobre bebés, com temas que não vinham nos livros.

Inicialmente foi apenas com o tema de amamentação, mas a vida pediu-me mais… desafiou-me mais e mais… e o blog cresceu mudou de nome há 2 anos e, hoje, é o “Bebé Saudável” que vocês conhecem.

4. Sentes que este blog veio ajudar muitos pais e mães a esclarecer dúvidas sobre os seus bebés?

[CF] A criação do blog foi com esse propósito e missão! E hoje tenho a comprovação, com o seu crescimento e também pelo feedback dos pais que me contactam mais tarde a agradecer. Alguns deles conhecem primeiro o blog e só me conheceram na “vida real” mais tarde. Muitos dos apoios são online, o que é outro desafio para mim pois acho o contacto com a família muito importante. Porém, quando a distância nos separa há que ter jogo de cintura e usar recursos que conseguimos… nisso a tecnologia ajudou-me bastante.

5. Curiosidade: tens muitos homens a contactar-te e a pedir para esclarecer dúvidas ou só as mulheres é que são mais ligadas a este mundo da blogosfera?

[CF] Tenho cada vez mais homens a seguir o blog, o que quer dizer que estes temas não são meramente exclusivos da mulher. Já tive pais a fazer muitas questões também! Fico mesmo feliz e tento também escrever para eles com o objectivo de os aproximar desta realidade, porque o seu papel é fundamental! Nos workshops é fantástica a sua participação, adoro fazer questões e motivá-los a participar… Já sabem que comigo os meninos vão ser desafiados!

6. O que é que não pode faltar na tua mesa de trabalho?

[CF] Água, a minha agenda, muitas canetas e postits! Sou mega organizada e como tenho muitas coisas para gerir tenho mesmo que escrever…

7. Tendo o teu próprio blog, quais foram as tuas maiores dificuldades ou medos? E quais as maiores forças?

[CF] Primeiro que tudo eu não fazia ideia do que era o mundo dos blogs… Nem como funcionava! A minha área é completamente diferente, tive que aprender tudo de forma empírica desde a parte informática, ao marketing, às redes sociais… todos os dias aprendo!

Tinha muitos receios porque já vos disse… sou um bocadinho dramática. Ainda tenho medo de muitas vezes ser mal interpretada, pois no mundo da parentalidade não há preto nem branco, não há certezas absolutas… e é isso que defendo e, muitas vezes, percebo que nem toda a gente tem a mesma perspetiva.

Confesso que também tive muito medo de partilhar a minha imagem, pois tinha um ar jovem e achava que isso podia tirar a minha credibilidade. Só há bem pouco tempo é que fiz posts mais pessoais e da minha alma… inicialmente achava que as pessoas precisavam de algo mais técnico/científico, mas penso que aos poucos começo a ter o meu equilíbrio entre a Carmen enfermeira e a Carmen mulher.

Por isso acho que a minha maior força foi encarar o blog como uma forma de autoconhecimento, como um meio de espalhar a minha mensagem, de repensar na minha missão de vida e encará-la com a responsabilidade de tocar outras mulheres.

8. Consideras que um branding de qualidade, assim como uma boa comunicação, é importante para o sucesso de uma marca/blog?

[CF] Acho fundamental ter a nossa marca pessoal bem estruturada, pois é como se fosse a nossa impressão digital, a nossa identidade! A comunicação é fundamental para que a nossa mensagem chegue ao outro lado da melhor forma que é possível… para que toque pessoas.

9. Ter um blog ou marca com as redes sociais activas e bem construídas é fundamental para o seu sucesso. Consideras que apostar nas redes sociais tem feito diferença no teu percurso? Qual delas achas que é o ponto forte na tua comunicação? (Instagram, Facebook, Pinterest, etc).

[CF] Sem dúvida que sem as redes sociais o blog não tinha crescido tanto e eu não seria reconhecida no mercado… Tem uma força imensa que eu desconhecia, mas que rapidamente percebi que, no meu caso, o facebook tem um impacto enorme nas minhas partilhas, especialmente em termos de números. Contudo, a minha rede social preferida é o Instagram… é nela que partilho um bocadinho mais de mim enquanto mulher e pessoa. Sinto que o Instagram me aproxima das pessoas, pois é mais pessoal.

10. Pergunta difícil: consideras que ser mulher tem tido influência no teu percurso? Considerando que eras um homem, seria diferente? :)

CF] Seria completamente diferente! Como mulher sinto as angustias, vivo os problemas e sinto-me completamente empenhada em mudar o paradigma da mulher na nossa sociedade, a começar pela sua saúde.

Sempre que faço alguma coisa tenho como principio a empatia… “e se fosse eu? Como gostaria que ler/ver/perceber?” Há coisas comuns a todas nós que eu acho que fazem a diferença… Se fosse homem talvez fosse diferente, teria outros desafios e iria ter uma perspetiva totalmente diferente.

11. O que é que a tua marca te trouxe de melhor?

CF] Trouxe-me muito crescimento pessoal. Tive que me pôr a prova muitas vezes, pensei em desistir mais do que uma vez, pensei que não fazia diferença na vida das pessoas... mas aos poucos lá fui tentando uma, e mais uma e outra vez.

Já me copiaram textos, ideias… Levei muitos nãos! Vi muitas vezes projetos que propus serem recusados porque era “pequena”. Mas hoje com apenas 1 ,57 cm já fiz mais coisas do que alguma vez pensaria. O blog trouxe-me confiança em mim…Trouxe-me pessoas maravilhosas, espaços e parcerias lindas que levo para a vida! Traz-me notícias de mães e bebés que graças a uma dica ou uma opinião minha conseguiram ter uma opção mais saudável para a sua vida. Traz-me muitos sorrisos, muitos desafios em conciliar este “espaço” com a vida fora das tecnologias. Traz-me o desafio de exercer uma Enfermagem diferente…

12. Onde te imaginas daqui a 5 anos?

CF] Daqui a 5 anos espero criar a minha academia e poder acrescentar valor a mais profissionais, pais e famílias em geral. Vejo-me também a criar a minha família… E a continuar a ajudar outras mulheres e bebés!

Vejo-me a criar uma revolução… porque muitas novidades vêm aí!

Obrigada minha querida Carmen. Que inspiração!

Instagram

Blog

With love, JL

#mulheresempreendedoras #entrepreuner #female #interview #entrepreunerfemale #inspiration #calledtobecreative #calledtobecreativemombossgraphicdesignerfem #entrevista

0 visualização